In Comportamento

Carta aberta para meu (atual) melhor amigo



  Você será a primeira pessoa, que saberá sobre isso, então vai ser nosso segredo, um dos milhares que viram pela frente ( eu espero). Lembra quando a gente se conheceu, eu acho que não, é claro que não você não sabe nem seu nome completo ( coitado) lamento por você, lamento que você passará o resto da sua vida, ouvindo piadas sem graças de min, lamento que você ficara o resto da sua vida ouvindo meu problemas e meu casos de amores que deram e darão errado ( ninguém mando você me responder )

 Nesse exato momento eu to te enchendo o saco, e imaginado nossa amizades daqui a 20 anos, meu Deus eu vou ter que te aguentar todo esse tempo. Faz menos de uma semana que nos conhecemos e acho que você sabe mais de min, do que eu mesma. E isso e bom, eu acho, pois quando eu não saber quem eu realmente sou você vai está lá do meu lado, só pra lembra.

 Não pera, chega! ta ficando clichê, até demais. Lembra da minha coxinha é essa mesmo, eu ainda to com aquela garrafinha que você me deu, eu lavei, lavei e lavei, ainda ta com aquele gosto de suco de maracujá com morango ( o suco ruim eu hein). Ainda estou com aquela musica que só sei cantar o refrão "Solitário surfista" realmente não sei o que deu em min, não sei o resto dessa musica e ela ta batucando na minha cabeça, Gabriel Pensador, você me paga.

 Você disse que é louco por cruz , eu quero uma, prometo te dar uma âncora, bem pequena minha favorita, pra você lembrar da minha existência.

 Enfim, você faltou, e não fez meu trabalho, assim não dá ( hahahaha) você teve a capacidade de me deixar sozinha naquela escola cheia de falsiane, segunda te espera pra ouvir umas boas.

 Já percebeu que sou a louca dos texto, esse não será o ultimo dedicado a você ou a nossa  amizade ou a minha futura coxinha que você provavelmente não irá me da mais enfim acontece.

 Ps: acontece nada, eu ainda eu quero a coxinha!

Related Articles